Célio Braga
Célio Braga
0
Fechar

Célio Braga

Outubro, 1963
Nascido em Guimarânia, interior de Minas Gerais, Célio se mudou aos 18 anos para Goiânia, onde trabalhou, fez amigos no meio cultural e desenvolveu o talento e a paixão pelas artes plásticas. Em Goiânia, o artista integrou diversas exposições coletivas do Museu de Arte Contemporânea ao longo dos anos, além de mostras artísticas em outros espaços culturais de Goiás. A partir da década de 1990, estabeleceu-se em Amsterdã. Atualmente, reside na capital holandesa, mantém um estúdio em São Paulo e visita Goiânia regularmente.

“O meu trabalho é uma expressão daquilo que eu sou, dessa mistura de afetos, curiosidade, tentativas, fracassos e desejos. Me interesso muito pelo corpo, pela fragilidade e vulnerabilidade do mesmo e pela passagem do tempo... e todos os meus trabalhos, de forma direta ou indireta remetem a estes temas,” disse o artista.

Nas séries “Doloridos Coloridos” e “Ladainhas”, Braga explora a utilização de linhas coloridas e brancas, e cobre com bulas de remédios e fitas do Senhor do Bonfim, apresentando uma leitura aparentemente minimalista. O truque para observar atentamente esses trabalhos é aproximar-se cada vez mais dos quadros: olhando atentamente, o público descobre cada vez mais detalhes.

O trabalho , Sem Título, os limites da fotografia são estendidos. Imagens de pele são dobradas, amassadas, descamadas e perfuradas indefinidamente, surgindo texturas análogas às do envelhecimento da pele humana e das afecções cutâneas.

Ver mais

Obras em galerias